01/08/2019 - Os Divertimentos

Quinta-feira, 01 de Agosto de 2019          

Santo Afonso Maria de Ligório

 Ex 40,16-21.34-38

Sl 84(83),3-6.8.11

Mt 13,47-53

OS DIVERTIMENTOS

O Reino dos Céus é ainda semelhante a uma rede lançada ao mar, que apanha todos os tipos de peixes.” (Mt 13,47)

 

Há alguns anos atrás, era comum se fazer a seguinte pergunta: “Você ainda tem se divertido?” Aqueles(as) que estão vivendo para o Reino de Deus devem ter respondido: “Não, eu não tenho me divertido e não espero fazê-lo”. Não se pode dizer que a vida no Reino é um estorvo, mas ela é como uma rede de arrasto. Encontrar numa rede de arrasto sapatos velhos, pneus, latas, algas marinhas e todo o lixo que ela traz não é uma maneira agradável de se terminar uma pescaria (Mt 13,48). Contudo, se você está tendo dificuldades na sua vida Cristã, isso era de se esperar. Essa dificuldade faz parte do seu caminhar na fé.

Para usar os exemplos dados por Isaias (Is 64,7) e Jeremias (Jr 18,6), nós somos como argila que está sendo pesada, molhada, amassada, cortada, moldada e queimada. Isso não é uma coisa que nós sentimos acontecer todos os dias. Viver no Reino não está incluído na categoria de divertimento. É muito mais do que isto. Viver no Reino é muito melhor do que qualquer diversão; “… é uma alegria inefável e gloriosa.” (1Pe  1,8). A alegria do Reino não significa a ausência de sofrimentos, mas é proporcional aos sofrimentos que enfrentamos por Jesus (1Pe  4,13).

Os seres humanos eventualmente se cansam de se divertirem. A diversão torna-se uma chatice. Vejam alguns de nossos jovens quando se aproximam o fim de suas férias de verão. Nós definitivamente queremos mais do que alegria, diversão e trivialidades. Bem no nosso intimo,  o que nós queremos é a vida em abundância (Jo 10,10). Devemos querer em primeiro buscar o Reino de Deus (Mt 6,33), mesmos que ele seja como uma rede de arrasto. A questão não é: “Você ainda tem se divertido?”, mas sim “Você ainda está vivendo no Reino?”

Oração: Pai, “que venha o teu Reino, seja feita a tua Vontade assim na terra, como no céu.” (Mt 6,10)

Promessa:A nuvem cobriu a Tenda da Reunião, a glória de Iahweh encheu a Habitação.” (Ex 40,34)

Louvor: Santo Afonso foi declarado patrono dos confessores e teólogos da teologia moral pelo Papa Pio XII em 1950.

02/08/2019 - Nunca Julgue um Homem Por Causa de Seus Familiares

Sexta-feira, 02 de Agosto de 2018

Santo Eusébio de Verselli

São Pedro Julian Eymard

 Lv 23,1.4-11.15.16.27.34-37

Sl 81(80),3-6.10.11

Mt 13,54-58

 NUNCA JULGUE UM HOMEM POR CAUSA DE SEUS FAMILIARES

Não é este o filho do carpinteiro? Não se chama a mãe dele Maria e os seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas? E as suas irmãs não vivem entre nós? Donde então lhe vêm todas essas coisas?” (Mt 13,55.56)

Os habitantes da cidade natal de Jesus rejeitaram-no porque O julgaram tendo como base os seus familiares. Ainda hoje as pessoas cometem o mesmo erro. Gandhi, por exemplo, ficou muito impressionado com Jesus, mas nunca se tornou um Cristão porque ficou muito desapontado pelos parentes de Jesus, ou seja, por nós, irmãos e irmãs de Jesus. Muitas pessoas dizem que deixaram a Igreja por causa dos(as) hipócritas que participam dela. Muitas também rejeitam a Jesus por causa dos que se dizem Seus seguidores. Quantas pessoas têm voltado suas costas para Jesus por terem se sentido ofendidas por um padre ou por alguma outra pessoa nas suas paróquias?

Julgue Jesus com base em Sua crucificação e Ressurreição por amor a você. Julgue Jesus tendo como referência as Suas mãos perfuradas pelos cravos e por Sua cabeça corada de espinhos. Julgue Jesus por Ele mesmo e não pelos nossos semelhantes, que são Seus parentes.

Julgue-se a si mesmo(a) por qualquer pecado pelo qual você tenha desfigurado ou obscurecido a imagem de Jesus na sua vida. Julgue-se a si mesmo(a) por não corresponder integralmente ao Seu amor crucificado e ressuscitado, pois Jesus julgará você no Dia do Julgamento.

Oração: Pai, ajuda-me a fixar os meus olhos em Jesus (Hb 12,2).

Promessa:… Jesus disse-lhes: ‘Não há profeta sem honra, exceto em sua pátria e em sua casa’.” (Mt 13,57)

Louvor: Santo Eusébio viveu no século IV e se opôs arduamente aos erros da heresia do Arianismo. E por defendido a verdade, ele foi exilado de sua diocese.

 

03/08/2019 - Estilo de Vida ou Adoração

Sábado, 03 de Agosto de 2019

 Lv 25,1.8-17

Sl 67(66),2.3.5.7.8

Mt 14,1-12

 ESTILO DE VIDA OU ADORAÇÃO

Declarareis santo o quinquagésimo ano e proclamareis a libertação de todos os moradores da terra …” (Lv 25,10)

Todos nós precisamos fazer a nossa adoração. Se nós não adorarmos a Deus, então estaremos adorando a nós mesmos, e eventualmente, a demônios. “Que quero dizer com isto? Que a carne sacrificada aos ídolos seja alguma coisa? Ou que os ídolos mesmos sejam alguma coisa? Não! Mas, aquilo que os gentios imolam, eles o imolam aos demônios e não a Deus. Ora, não quero que entreis em comunhão com os demônios. Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios. Não podeis participar da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.” (1Cor 10,19-21)

A sociedade pode parecer impedir a adoração, mas na verdade a adoração domina a sociedade. Uma nova adoração é a única força capaz de sufocar outra adoração. Por exemplo, o propósito do Ano Jubilar foi subjugar a adoração da avidez, do dinheiro e da autoglorificação (Lv 25,1-17). No Egito a adoração do trabalho e do prazer impediu a adoração a Deus (Ex 5,3.4). A adoração de Herodes pelo sexo sufocou a adoração em Espírito e verdade (Mt 14,4). Na América moderna, e também no Brasil, continuamos a adorar o dinheiro, o trabalho, o prazer e o sexo. O Dia do Senhor não é do Senhor, mas nosso. Os nossos dias santos são para nós finais de semana e feriados prolongados.

A adoração do mundo tem aumentado e a adoração ao verdadeiro Deus tem diminuído. Nós podemos reverter essa tendência diabólica através do arrependimento e da mudança do estilo de vida porque estilos de vida podem se tornar invariavelmente estilos de adoração. “… É a Deus que deves adorar!” (Ap 22,9)

Oração: Pai, eu me arrependo de praticar uma adoração ímpia e pervertida a mim mesmo e a outras criaturas ao invés de adorar a Ti, o Criador.

Promessa:… Será para vós um jubileu: cada um retornará a seu patrimônio e cada um de vós voltará ao seu clã.” (Lv 25,10)

Louvor: Alberto deixou de praticar esportes aos Domingos para manter o Domingo santo.

 

04/08/2019 - O Que Importa Quanto a Assuntos Financeiros

Domingo, 04 de Agosto de 2019

18º Domingo do Tempo ComumSão João Maria Vianney

 Ecl 1,2; 2,21-23

Sl 90(89),3-6.12-14.17

Cl 3,1-5.9-11

Lc 12,13-21

 O QUE IMPORTA QUANTO A ASSUNTOS FINANCEIROS

Assim acontece àquele que ajunta tesouros para si mesmo e não é rico para Deus.” (Mt 12,21)

O Senhor quer que os(as) Seus(Suas) filhos(as) sejam ricos(as), não para si mesmos(as), mas ricos(as) naquilo que se relaciona a Ele. “Com efeito, conheceis a generosidade de nosso Senhor Jesus Cristo, que por causa de vós se fez pobre, embora fosse rico, para vos enriquecer com a sua pobreza.” (2Cor 8,9) Quando nós fomos batizados em Cristo, fomos batizados na Sua riqueza. Consequentemente, os olhos dos nossos corações precisam ser iluminados para perceber “… qual é a esperança que o seu chamado encerra, qual é a riqueza da glória da sua herança entre os santos.” (Ef 1,18)

Para sermos ricos nos assuntos relacionados a Deus, nós precisamos:

– “… [precaver-nos] cuidadosamente de qualquer cupidez, pois mesmo na abundância, a vida do homem não é assegurada por seus bens.” (Lc 12,15),

– não perguntar “… Que hei de fazer? …” (Lc 12,17), mas sim “O que Jesus faria?”,

– não tentar prover a própria segurança, mas confiar em nosso Abba ( Lc 12,18.19), e

– não viver para “… repousar, comer, beber, regalar-se.” (Lc  12,19), mas para tomar as nossas cruzes diárias (Lc 9,23) e viver pelo amor de Deus.

Se não somos ricos naquilo que se refere a Deus, então as nossas vidas são vãs (Ecl 1,2) e insensatas (Lc 12,20). Se nós somos ricos em Deus, no entanto, nós estamos prontos para morrer agora mesmo (Lc 12,20), pois teremos acumulado um tesouro no céu (Mt 6,19-28). “Ó abismo da riqueza, da sabedoria e da ciência de Deus! Como são insondáveis seus juízos e impenetráveis seus caminhos!” (Rm 11,33). Que nós possamos viver e anunciar “… a insondável riqueza de Cristo.” (Ef 3,8)

Oração: Pai, envia o Espírito Santo para mostrar-me a relação entre a riqueza material e a riqueza piedosa.

Promessa:quando Cristo, que é nossa vida, se manifestar, então vós também com ele sereis manifestados em glória.” (Cl 3,4)

Louvor: Louvor a Ti, Jesus, provedor das nossas necessidades!

05/08/2019 -Glutões Vitoriosos

Segunda-feira, 05 de Agosto de 2019

Dedicação da Basílica de Santa Maria Maior

Nm 11,4-15

Sl 81(80),12-17

Mt 14,13-21

 GLUTÕES VITORIOSOS

…Os próprios filhos de Israel se puseram a chorar e a dizer: ‘Quem nos dará carne para comer? Lembramo-nos do peixe que comíamos por um nada no Egito, dos pepinos, dos melões, das verduras , das cebolas e dos alhos!’. ” (Nm 11,4.5)

Algumas vezes nós ficamos mais interessados(as) no restaurante preferido do que na salvação! Depois da libertação após 430 anos de escravidão, a única coisa que os Israelitas podiam dizer era: “… Quem nos dará carne para comer? …” (Nm 11,4). Jesus estava curando centenas de pessoas, mas os discípulos quiseram interromper essa ação de modo que todos pudessem ir aos povoados comprar alimento (Mt 14,15).

Pois há muitos dos quais muitas vezes eu vos disse e agora repito, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo: seu fim é a destruição, seu deus é o ventre, sua glória está no que é vergonhoso e seus pensamentos no que está sobre a terra.” (Fl 3,18.19). “Porque estes tais não servem a Cristo, nosso Senhor, mas ao próprio ventre, com palavras melífluas e lisonjeiras seduzem os corações dos inocentes.” (Rm 16,18). Quando nós iremos deixar de viver para comer?

Quando nós voltamos toda a nossa vida para Jesus, inclusive o nosso apetite para a comida, Jesus não tirará nosso apetite, mas nos dará apetite por outras coisas, que se tornará mais forte quando nos dedicamos a ele. Jesus nos dará sede do Espírito (Jo 7,37) e “… fome e sede de justiça …” (Mt 5,6), de Sua Palavra, de oração e de comunhão com Ele. Esses desejos do Espírito têm aspirações contrárias à carne (Gl 5,17).

Ora, eu vos digo, conduzi-vos pelo Espírito e não satisfareis os desejos da carne.” (Gl 5,16). “Pois se viverdes segundo a carne, morrereis, mas, se pelo Espírito fizerdes morrer as obras do corpo, vivereis.” (Rm 8,13)

Oração: Pai, que eu não viva para comer, mas viva para Te amar.

Promessa:Eu o alimentaria com a flor do trigo e com mel do rochedo te saciaria.” (Sl 81,17)

Louvor: A Basílica de Santa Maria Maior em Roma foi construída e consagrada no século IV. Foi a primeira igreja no Oeste Latino construída em honra a Maria.

06/08/2019 -Dormindo na Sala de Aula

Terça-feira, 06 de Agosto de 2019

Transfiguração do Senhor

Dn 7,9.10.13.14 ou 2Pd 1,16-19

Sl 97(96),1.2.5.6.9

Lc 9,28-36

 DORMINDO NA SALA DE AULA

Pedro e os companheiros estavam com muito sono. Ao despertarem, viram sua glória e os dois homens que estavam com ele’.” (Lc 9,32)

Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João e “… subiu à montanha para orar.” (Lc 9,28). “Enquanto orava, o aspecto do seu rosto se alterou, as suas vestes tornaram-se de fulgurante brancura.” (Lc 9,29). Entretanto, Pedro, Tiago e João haviam caído em um sono profundo (Lc 9,32). Quando acordaram, foram cobertos por uma nuvem (Lc 9,34). Eles ouviram Deus lhes dizer para escutarem a Jesus (Lc 9,35). Eles viram Jesus transfigurado em radiante glória, mas deixaram de receber a mensagem encorajadora de que Deus é todo-poderoso.

Jesus novamente tomou consigo Pedro, Tiago e João e foi para um jardim para orar (Mc 14,33). Ele começou a mudar de aparência mais uma vez, cheio de angústia e suando sangue (Lc 22,44; Mc 14,34). Jesus pretendia que a aula anterior, com a glória da Sua transfiguração, servisse como um encorajamento para a sua segunda aula de oração, com sofrimento e angústia. É por isso que o Pai falou com majestade de dentro da nuvem na transfiguração para dizer aos discípulos para ouvirem a Jesus. Contudo, Pedro, Tiago e João esqueceram a primeira lição e caíram novamente no sono (Mt 26,43). Desta vez, eles acordaram e encontraram os captores de Jesus. Apesar de Jesus e do Pai os terem preparado para isso, Pedro e Tiago abandonaram Jesus e fugiram (Mc 14,50).

Jesus nos conhece “… pois o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” (Mc 14,38). Ele continuará nos ensinando até que aprendamos a prestar bastante atenção (2Pe 1,19). “Ó tu, que dormes, desperta e levanta-te de entre os mortos, que Cristo te iluminará.” (Ef 5,14). Fixe seus olhos em Jesus transfigurado (Hb 3,1). “… Este é o meu Filho, o Eleito, ouvi-o.” (Lc 9,35)

Oração: Jesus, dá-me ouvidos abertos para a obediência (Sl 40,7).

Promessa:Temos, também, por mais firme a palavra dos profetas, à qual fazeis bem em recorrer como a uma luz que brilhe em lugar escuro, até que raie o dia e surja a estrela d’alva em nossos corações.” (2Pe 1,19)

Louvor: Louvor a Ti, Jesus ressuscitado, transfigurado em glória! Tu habitas numa luz inacessível (1Tm 6,16), porém Tu vens a nós com humildade, como o Cordeiro de Deus. Aleluia!

 

07/08/2019 -Crimes de Fé

Quarta-feira, 07 de Agosto de 2019          

São Caetano

Papa São Sisto II

Nm 13,1.2.25-14,1.26-30.34.35

Sl 106(105),6.7.13.14.21-23

Mt 15,21-28

 

CRIMES DE FÉ

Explorastes a terra durante quarenta dias. A cada dia corresponde um ano: por quarenta anos levareis o peso de vossas faltas e sabereis o que é o fato de me abandonardes.” (Nm 14,34)

A leitura Eucarística de hoje mostra que a fé faz a diferença entre a vida e a morte. A grande fé da mãe em Jesus salvou a sua filha (Mt 15,28). A completa falta de fé dos Israelitas que haviam recentemente atravessado o Mar Vermelho a pé enxuto, indicou que eles deveriam morrer no deserto (Nm 14,29).

Você sabia que o Senhor considera um crime (Nm 14,34) a falta de fé n’Ele e o fato de desencorajar (Nm 13,32.33) outras pessoas de terem fé n’Ele? A fé não é um complemento para a vida Cristã; ao invés disso, “… a herança vem pela fé …” (Rm 4,16)

Os Israelitas não podiam deixar de se fixar na altura, no peso e nas muralhas do povo Cananeu (Nm 13,32.33). Eles se esqueceram completamente dos sinais recentes das paredes de água através das quais eles haviam atravessado o Mar Vermelho. Nós nunca teremos fé até que deixemos de olhar para o que nos circunda de modo visível e comecemos a olhar para o Deus invisível que está à nossa volta ( Mt 28,20). Nós, que cremos em Jesus, precisamos constantemente “… [caminhar] pela fé e não pela visão.” (2Cor 5,7). “A fé é uma posse antecipada do que se espera, um meio de demonstrar as realidades que não se vêm.” (Hb 11,1)

Arrependa-se de todos os crimes de falta de fé que você possa ter cometido. É uma questão de vida ou morte. Tenha fé no Senhor Jesus e você poderá ser salvo(a) (Rm 10,9). Mas aquele(a) que cometer o crime de não ter fé n’Ele deverá ser condenado(a) à morte (ver Jo 3,18; Mc 16,16). Arrependa-se! “O meu justo viverá pela fé …” (Hb 10,38)

Oração: Senhor, aumenta a minha fé (Lc 17,5).

Promessa:Diante disso, Jesus lhe disse: Mulher, grande é a tua fé! Seja feito como tu queres!” (Mt 15,28)

Louvor: O Papa São Sisto II foi preso e decapitado por celebrar a Eucaristia. Ele recebeu a gloriosa coroa do martírio.

08/08/2019 -A Amargura Precisa Acabar

Quinta-feira, 08 de Agosto de 2019          

São Domingos

Nm 20,1-13

Sl 95(94),1.2.6-9

Mt 16,13-23

 A AMARGURA PRECISA ACABAR

Então Iahweh disse a Moises e a Aarão: ‘Visto que não crestes em mim, de modo a me santificardes aos olhos dos filhos de Israel, não fareis entrar esta assembleia na terra que lhe dei’.” (Nm 20,12)

Moisés não foi fiel para com o Senhor por não demonstrar a santidade do Senhor ao fazer jorrar água do rochedo. Como consequência disso, Deus disse a Moisés que ele não entraria na Terra Prometida. Algumas pessoas especularam que Moisés não deveria ter ferido a rocha duas vezes ou que ele teria feito sua declaração para as pessoas de modo errado. O salmista esclarece isso observando que o erro de Moisés foi que “Eles [os Israelitas] o irritaram junto às águas de Meriba e por sua causa sobreveio o mal a Moisés, pois irritaram o seu espírito e ele falou sem refletir.” (Sl 106,32.33)

Em razão de seu espírito estar irritado, Moisés falou daquela forma. Desse modo, a irritação de Moisés privou-o de entrar na Terra Prometida. Paulo ensinou: “Não entristeçais o Espírito Santo de Deus, pelo qual fostes selados para o dia da redenção. Toda a amargura e exaltação e cólera, e toda a palavra pesado e injuriosa, assim como toda a malícia, sejam afastadas de entre vós.” (Ef 4,30.31). Para que os maridos amem a suas mulheres, eles precisam ser especialmente cuidadosos em “… não as [tratar] com mau humor.” (Cl 3,19). O autor da Carta aos Hebreus aconselha: “Procurai a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor, vigiando atentamente para que ninguém seja faltoso, separando-se da graça de Deus. Nem que haja raiz alguma de amargura que, brotando, vos perturbe e, por meio dela, muitos sejam contaminados.” (Hb 12,14.15)

Nós precisamos nos arrepender agora da amargura, buscar a Confissão tão logo possível, perdoar aqueles(as) que nos tenham ferido, e pedir a Deus para nos curar. A amargura precisa acabar.

Oração: Pai, arranca hoje a raiz da amargura das vidas de milhares de pessoas.

Promessa:Eu te darei as chaves do Reino dos Céus e o que ligares na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus.” (Mt 16,19)

Louvor: São Domingos lutou contra a heresia Albigense, que ensinava erroneamente que toda a matéria é maligna. Ele fundou a Ordem dos Pregadores no ano de 1215, que repercutiu junto aos mais humildes.

09/08/2019 -Prestes a........

Sexta-feira, 09 de Agosto de 2019

Santa Tereza Benedita da Cruz (Edith Stein)

Dt 4,32-40

Sl 77(76),12-16.21

Mt 16,24-28

 PRESTES A ……..

Guiaste teu povo como um rebanho, pela mão de Moisés e de Aarão.” (Sl 77,21)

A primeira leitura eucarística de hoje, mostra que Moisés conduziu os Israelitas através do deserto durante quarenta anos. O povo estava agora prestes a entrar na Terra Prometida. Eles estavam tão próximos de alcançar a sua meta tão esperada que eles quase podiam saboreá-la. Antes de entrarem naquela terra, Moisés parou a caminhada do povo no seu limiar e fez com que se recordassem do que Deus havia feito por eles. Através de um longo discurso que compreendeu todo o livro do Deuteronômio, Moisés levou o seu povo a uma pausa e o relembrou que é mais importante possuir o Deus das promessas do que possuir os frutos do cumprimento de Suas promessas.

Jesus para antes da etapa final de Sua viagem a Jerusalém e ao Calvário. Prestes a atingir o final de Sua jornada, Ele pede um intervalo e diz a Seus discípulos (e a nós): “… Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me.” (Mt 16,24). Você está procurando o que Eu posso dar a você? Ou está procurando seguir a Mim cheio de amor, independente do que Eu possa dar a você? (Mt 16,25.26).

Você está prestes a fazer alguma coisa? Talvez você esteja prestes a aceitar um novo trabalho, a mudar de cidade, a começar um novo ano escolar, a contrair matrimônio, etc. Dedique algum tempo hoje para fazer uma pausa. Pare. “Tranquilizai-vos e reconhecei: Eu sou Deus …” (Sl 46,11). O que você precisa mudar em sua vida para ser um(a) discípulo(a) mais fiel? Faça a mudança agora, enquanto está no seu limiar. Depois vá em frete, siga a Jesus, e carregue a sua cruz pelo resto de sua vida.

Oração: Pai, se eu chegar ao local da promessa ou estiver em dificuldades, eu procurarei a Ti acima de qualquer benção temporal. Mantenha-me fiel aos Teus ensinamentos e nunca permitas que eu me separe de Ti.

Promessa:Portanto, reconhece hoje e medita em teu coração: Iahweh é o único Deus, tanto no alto do céu, como cá embaixo, na terra. Não existe outro!” (Dt 4,39)

Louvor: Edith Stein era Judia, converteu-se ao Catolicismo e se tornou freira, Santa Tereza Benedita da Cruz. Ela assumiu o seu passado e foi levada à morte pelos Nazistas em Auschwitz

10/08/2019 -Semear Sempre

Sábado, 10 de Agosto de 2019

São Lourenço

 2Cor 9,6-10

Sl 112(111),1.2.5-9

Jo 12,24-26

SEMEAR SEMPRE

Deus pode cumular-vos de toda espécie de graças, para que tenhais sempre e em tudo o necessário e vos fique algo de excedente para toda obra boa.” (2Cor 9,8)

Agosto é um mês de muitas despesas. Muitas pessoas se sentem tão entediadas que começam a buscar os mais novos lançamentos. E, é claro, os lançamentos custam algum dinheiro. Quando vemos nosso dinheiro acabando antes do final da estação, tentamos cortar despesas. Normalmente damos a Deus, à Sua Igreja e às Suas obras, um pouco menos ou nada e gastamos nosso dinheiro nos divertindo. Consequentemente, muitos ministérios, inclusive este (Presentation Ministries ©), se preocupam a cada ano se conseguirão sobreviver.

A Palavra de Deus nos diz o que fazer na crise. Ela nos diz: “Sabei que quem semeia com parcimônia, com parcimônia também colherá, e quem semeia com largueza, com largueza também colherá. Cada um dê como dispôs em seu coração, sem pena nem constrangimento, pois Deus ama a quem dá com alegria.” (2Cor 9,6.7)

Agora é o tempo de tomarmos o nosso pouco dinheiro e utilizá-lo para o reino de Deus. “Aquele que fornece semente ao semeador e pão para o alimento vos fornecerá também a semente e a multiplicará, e fará crescer os frutos da vossa justiça.” (2Cor 9,10). Se nós quisermos uma colheita abundante, devemos semear abundantemente.

Oração: Pai, que eu tenha fé para dar o necessário para o Teu reino.

Promessa:Em verdade, em verdade, vos digo: Se o grão de trigo que cai na terra não morrer, permanece só; mas se morrer, produzirá muito fruto.” (Jo 12,24)

Louvor: São Lourenço, um diácono, foi um exemplo de coragem como mártir. A tradição nos diz que ele foi assado numa grelha até à morte. Ele ensinou que os doentes, aleijados, carentes e pobres, eram os tesouros da Igreja.

 

11/08/2019 -Aumentando o Valor dos Bens de Deus

Domingo, 11 de Agosto de 2019

19º Domingo do Tempo Comum

 Santa Clara

Sb 18,6-9

Sl 33(32),1.12.18-22

Hb 11,1.2.8-19

Lc 12,32-48

 AUMENTANDO O VALOR DOS BENS DE DEUS

Feliz aquele servo que o senhor, ao chegar, encontrar assim ocupado! Verdadeiramente, eu vos digo, ele o constituirá sobre todos os seus bens.” (Lc 12,43.44)

Minha oração é para que você que é leitor(a) de “Um Pão, Um Corpo” seja constantemente um(a) “… fiel e prudente …” servo(a) de Deus (Lc 12,42), ocupado(a) em semear Sua Palavra no tempo oportuno e no inoportuno (Lc 12,42; 2Tm 4,2). Se você for fiel em proceder deste modo, Jesus lhe dirá: “… Muito bem, servo bom e fiel! Sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei …” (Mt 25,21). De fato, Ele promete que “… o constituirá sobre todos os seus bens.” (Lc 12,44)

Quais são os bens de Deus? De que Ele o(a) constituirá administrador(a)?

– Vida (Ez 18,4): eu iria me regozijar por ver você leitor(a) responsável por todas as decisões governamentais em assuntos do direito à vida.

– Comida: Jesus usará você como usou outros Josés, para alimentar os famintos do mundo (Gn 41,57; Jo 21,15; Lc 12,42), assegurando que a avareza humana não prive ninguém de alimento.

– Dinheiro (Ag 2,8): o mundo tem usado o dinheiro para escravizar as nações mais pobres sob extremas cargas de endividamento. Jesus veio para libertar os cativos através de você (Lc 4,18; Is 58,6.7).

– Poder (Mt 28,18): Muitos usam o poder injustamente. Jesus usará o seu poder para a justiça (Rm 6,13).

Se eu, um simples ser humano, encontro alegria visualizando você leitor(a) responsável pelos bens de Jesus, considere a alegria muito maior de Jesus ao colocá-lo(a) com esse encargo! Desse modo, ocupe-se com Suas tarefas agora, coloque-se como administrador(a) (Lc 12,42-44), e “… vem alegrar-te com o teu senhor!” (Mt 25,21).

Oração: Jesus, “… Eis-me aqui, envia-me a mim.” (Is 6,8).

Promessa:Vós também, ficai preparados, porque o Filho do Homem virá numa hora que não pensais.” (Lc 12,40)

Louvor: Jesus ressuscitado, por Tua morte e ressurreição, Tu nos libertaste para fazer a Tua vontade. Nós exaltamos o Teu poderoso Nome.

 

12/08/2019 -Fluido Corretor

Segunda-feira, 12 de Agosto de 2019

Santa Joana Francisca de Chantal

 Dt 10,12-22

Sl 147,12-15.19.20

Mt 17,22-27

 FLUIDO CORRETOR

 “… Ao entrar em casa, Jesus se antecipou dizendo-lhe: ‘Que te parece, Simão? …” (Mt 17,25)

A vida eterna é conhecer pessoalmente a Deus Pai e a Jesus, Aquele que foi por Ele enviado (Jo 17,3). Quando conhecemos outras pessoas pessoalmente, nós podemos perceber como elas andam, pensam, trabalham, oram, lidam com os problemas, etc. Quando nós conhecemos Jesus pessoalmente, nós podemos entender os Seus costumes e até mesmo como Ele nos corrige.

Jesus pode ser severo ao nos corrigir. Por exemplo, quando Pedro se recusou a aceitar a mensagem da cruz, Jesus “… voltando-se para Pedro, disse: ‘Afasta-te de mim, Satanás! Tu me serves de pedra de tropeço, porque não pensas as coisas de Deus, mas as dos homens’!” (Mt 16,23). Mas, logo depois, Jesus, de maneira moderada, até mesmo com certo humor, corrigiu a Pedro por implicitamente negar a Sua divindade (Mt 17,25 ss). Jesus providenciou até mesmo o dinheiro para pagar o tributo do templo, tirando-o da boca de um peixe (Mt 17,27).

Em Sua misericórdia, Jesus corrige severamente os orgulhosos com um cetro de ferro (Ap 12,5), e corrige o humilde gentilmente (1Pe  5,5). “Ele não quebrará o caniço rachado nem apagará a mecha que ainda fumega, até que conduza o direito ao triunfo.” (Mt 12,20). Jesus é admirável em todos os sentidos, inclusive no Seu modo de nos corrigir. Maravilhemo-nos pelo nosso privilégio de conhecer Sua misericórdia e Sua majestade.

Oração: Jesus, que eu deseje tanto a santidade ao ponto de querer ser corrigido(a) por Ti.

Promessa:Ao descerem para o Egito teus pais eram apenas setenta pessoas. Agora, contudo, Iahweh teu Deus tornou-te numeroso como as estrelas do céu!” (Dt 10,22)

Louvor: Santa Joana Francisca de Chantal recebeu orientação espiritual de São Francisco de Sales. Ela viveu uma vida plena como esposa, mãe e finalmente, como freira.

13/08/2019 -Diplomado (a) na Escola da Misericórdia

Terça-feira, 13 de Agosto de 2019

Papa São Ponciano Santo Hipólito

Dt 31,1-8

Dt 32,3.4.7-9.12

Mt 18,1-5.10.12-14

 DIPLOMADO(A) NA ESCOLA DA MISERICÓRDIA

Se consegue achá-la, em verdade vos digo, terá maior alegria com ela do que com as noventa e nove que não se extraviaram.” (Mt 18,13)

As noventa e nove ovelhas pagaram a sua porção do custo da misericórdia para que a ovelha perdida fosse achada. Elas foram abandonadas no deserto (Lc 15,4) sem a íntima proteção do Bom Pastor. Depois puderam que ver a grande alegria do Mestre por encontrar a ovelha perdida do que por sua própria fidelidade.

Moisés também pagou uma parte do custo da misericórdia. Ele enfrentou o calor do deserto por quarenta anos, acompanhado pela revolta dos Israelitas contra ele. E finalmente, ele levou-os até os limites da Terra Prometida, mas não pode cruzá-los, deixando que Josué conduzisse o povo de Moisés para dentro daquela terra (Dt 3,2.3).

O Senhor nos ensina sobre a misericórdia primeiramente sendo misericordioso para conosco pessoalmente. Quando amadurecemos no discipulado, Ele então nos conduz à escola de graduação da misericórdia. Nós O vemos se alegrar ao oferecer a misericórdia aos outros (Mt 9,13), pois Ele prefere o amor (Mq 7,18). Um dos cursos de graduação em misericórdia requeridos por Deus é aprender a se alegrar quando outras pessoas obtém misericórdia por nossa causa (Lc 15,27 ss). Nós servimos a Jesus durante anos e então ocupamos lugar nas primeiras filas e depois vemos recém-chegados receberem a mesma recompensa que nós (Mt 20,9 ss). Jesus nos faz ver o quanto Ele se alegra. Se nós somos verdadeiros(as) discípulos(as), nós nos alegraremos com aquilo que faz com que o Senhor se alegre (Rm 12,15). Como João Batista, alegre-se quando você diminuir para que a misericórdia de Jesus aumente (Jo 3,26-30).

Oração: Pai, que eu deseje a misericórdia assim como Jesus a deseja (Mt 9,13).

Promessa:O próprio Iahweh irá à tua frente. Ele estará contigo! Nunca te deixará, jamais te abandonará! Não tenhas medo, nem te apavores!” (Dt 31,8)

Louvor: O Papa São Ponciano e Santo Hipólito estiveram em discordância sobre a doutrina da Igreja. Eles se reconciliaram enquanto estavam presos e receberam ambos a coroa do martírio.

14/08/2019 -Ministros da Reconciliação

Quarta-feira, 14 de Agosto de 2019          

São Maximiliano Maria Kolbe

 Dt 34,1-12Sl 66(65),1-3.5.8.16.17

Mt 18,15-20

 MINISTROS DA RECONCILIAÇÃO (2Cor 5,18)

Se o teu irmão pecar, vai corrigi-lo a sós. Se ele te ouvir, ganhaste o teu irmão.” (Mt 18,15)

… Em nome de Cristo suplicamos-vos: reconciliai-vos com Deus.” (2Cor 5,20). Deus Pai deseja tão fortemente que nós sejamos reconciliados n’Ele que enviou Seu Filho para morrer por nós (Rm 5,10) e, desse modo, “.. reconciliar por Ele e para Ele todos os seres …” (Cl 1,20)

Deus Pai insiste que nós sejamos reconciliados não somente com Ele, mas também com os nossos irmãos e irmãs em Cristo. No Sermão da Montanha, Jesus declarou: “Portanto, se estiveres pata trazer a tua oferta ao altar e ali lembrares de que o teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa a tua oferta ali diante do altar e vai primeiro reconciliar-te com teu irmão; e depois virás apresentar a tua oferta.” (Mt 5,23.24). Sem reconciliação, a nossa oração se volta contra nós, Deus não perdoa os nossos pecados (Mt 6,15), e o nosso relacionamento com Ele se deteriora, e nós ficamos perdidos(as) e condenados(as) à alienação eterna do inferno. Assim sendo, “… suplicamos-vos: reconciliai-vos com Deus.” (2Cor 5,20)

Se o teu irmão pecar, vai corrigi-lo a sós. Se ele te ouvir ganhaste o teu irmão.” (Mt 18,15). Se você desobedecer a esse mandamento do Senhor falando a alguém sobre alguma coisa que um outro alguém tenha feito a você, arrependa-se, desculpe-se com a pessoa por ter falado pelas suas costas, e então aponte o pecado daquela pessoa. Essa primeira tentativa de reconciliação funciona na maioria das vezes por causa do poder de reconciliação e o sacrifício da morte de Jesus. Se necessário, faça as outras três tentativas de reconciliação indicadas em Mt 18,16-19. Faça tudo o que for possível para se reconciliar agora.

Oração: Pai, que eu possa tirar todo o proveito do Sacramento da Reconciliação.

Promessa:Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, ali estou eu no meio deles.” (Mt 18,20)

Louvor: Numa visão, foi oferecida uma escolha a São Maximiliano da parte da Bem-aventurada Mãe. Ela apresentou a coroa banca da pureza e a coroa vermelha do martírio. O jovem santo respondeu: “Eu escolho as duas!”

15/08/2019 -A Verdade Algumas Vezes Machuca

Quinta-feira, 15 de Agosto de 2019          

 Is 3,7-11.13-17

Sl 114(113),1-6

Mt 18,21-19,1

 A VERDADE ALGUMAS VEZES MACHUCA

Iahweh entra em julgamento com os anciãos e os príncipes do seu povo: ‘Fostes vós que pusestes fogo à vinha; o despojo tirado ao pobre está nas vossas casas. Que direito tendes de esmagar o meu povo e moer a face dos pobres?’ Oráculo do Senhor Iahweh dos Exércitos.” (Is 3,14.15)

O Senhor nos manda falarmos a verdade amorosamente (Ef 4,15). Se nós falharmos em dissuadir outras pessoas da sua má conduta, Deus nos fará responsáveis pelas suas mortes (Ez 3,18). Nós precisamos ser homens e mulheres da verdade.

Todavia, em um mundo de mentiras, a verdade e aqueles que a dizem são rejeitados. Por exemplo, Jeremias proclamou a verdade e foi lançado numa cisterna com lodo e foi deixado lá  para morrer de fome (Jr 38,6.9). Frequentemente, quando dizemos a verdade, as nossas famílias nos rejeitam. “Pois doravante, numa casa com cinco pessoas, estarão divididas três contra duas e duas contra três.” (Lc 12,52). Como consequência disso, nós naturalmente não queremos dizer a verdade, apesar do Senhor nos tornar responsáveis por isso.

O único Caminho para sair deste dilema é Jesus, Aquele que não somente é verdadeiro como é a Verdade (Jo 14,6). Ele é a Verdade que nos liberta (Jo 8,32). Em Jesus, na Verdade, nós falaremos e viveremos a verdade, não importando que tenhamos que morrer por ela (Eclo 4,28). O nosso amor por Jesus nos fará verdadeiros. Em razão de Deus ser Amor (1Jo 4,16), nós teremos a coragem para viver para Deus, a Verdade. Siga dizendo e vivendo a verdade no amor (Ef 4,15).

Oração: Pai, em nome de Jesus, eu recebo o Espírito da Verdade (Jo 14,17).

Promessa:Com os olhos fixos naquele que é o autor e realizador da fé, Jesus, que, em vez da alegria que lhe foi proposta, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e se assentou à direita do trono de Deus. Considerai, pois, aquele que suportou tal contradição por parte dos pecadores, para não vos deixares fatigar pelo desânimo. Vós que ainda não resististes até o sangue em vosso combate contra o pecado!” (Hb 12,2-4)

Louvor: Louvor a Ti, Jesus ressuscitado, nosso Redentor! Tu expiastes os nossos pecados e pagastes nosso infinito débito do pecado. Glórias a Ti eternamente!

16/08/2019 -Uma Vida Sem Sexo

Sexta-feira, 16 de Agosto de 2019

Santo Estevão da Hungria

 Js 24,1-13

Sl 136(135),1-3.16-18.21.22.24

Mt 19,3-12

UMA VIDA SEM SEXO

Com efeito, há eunucos que nasceram assim, desde o ventre materno. E há eunucos que foram feitos eunucos pelos homens. E há eunucos que se fizeram eunucos por causa do Reino dos Céus. Quem tiver capacidade para compreender, compreenda!” (Mt 19,12)

Num mundo que venera o sexo como um falso deus, é praticamente impossível para alguns compreender que existem pessoas chamadas a renunciar ao sexo por causa do reino de Deus. Em virtude de ser tão difícil para o nosso mundo compreender isso, o testemunho de uma vida de solteiro(a) pelo Senhor é certamente poderoso. A vida de solteiro(a) não nega o valor do matrimônio, mas nos desafia a colocar os nossos corações nas “… coisas do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus.” (Cl 3,1)

A vida de solteiro(a) pelo Senhor nos chama a fixarmos os nossos olhos no paraíso, onde não existe matrimônio (Lc 20,34.35). Nós vemos a nossa existência terrena como um passo para a eternidade. “Digo-vos isto em vosso próprio interesse, não para vos armar cilada, mas para que façais o que é mais nobre e possais permanecer junto ao Senhor sem distração.” (1Cor 7,35). A vida de solteiro(a) é uma promessa de glória que “… os olhos não viram, os ouvidos não ouviram e o coração do homem não percebeu, o Deus preparou para aqueles que o amam.” (1Cor 2,9). A vida de solteiro(a) está entre as mais poderosas profecias proclamadas na terra. Ela conforta os aflitos e aflige os que se sentem confortáveis.

Alguns(mas) dos que estão lendo essa publicação, são chamados(as) a permanecerem solteiros(as) para o Senhor. Aceite o seu chamado.

Oração: Pai, eu oro para que muitos(as) aceitem o chamado ao celibato pelo Teu reino.

Promessa:Dei-vos uma terra que não exigiu de vós nenhum trabalho, cidades que não construístes e nas quais habitais, vinhas e olivais que não plantastes e dos quais comeis.” (Js 24,13)

Louvor: Santo Estevão foi rei da Hungria e convidou os Beneditinos a evangelizarem o país. O seu filho Emerico também foi canonizado.

 

17/08/2019 -O Homem da Família

Sábado, 17 de Agosto de 2019

Js 24,14-29

Sl 16(15),1.2.5.7.8.11

Mt 19,13-15

 O HOMEM DA FAMÍLIA       

… Quanto a mim e à minha casa, serviremos a Iahweh.” (Js 24,15)

A sua família é tão unida a ponto do pai poder falar por toda a família, como Josué o fez? Você é “… um só coração e uma só alma …” (At 4,32) pelo menos com a sua esposa? Os seus filhos partilham da sua fé no Senhor? A sua família é unida, ou é muito independente, com os seus membros isolados? O Senhor está atuando neste exato momento para unir a sua família tendo Ele como Centro.

Quando cada membro da sua família se aproxima de Jesus, vocês se tornam mais próximos uns dos outros. O caminho para unir a família é o total compromisso para com Jesus. Quando pelo menos um membro da família procura o reino de Deus em primeiro lugar, a vida daquela família começa a se acertar (Mt 6,33). Volte a sua vida e a de sua família para Jesus. Somente Ele é o Salvador. Somente Ele pode salvar a sua família.

Mesmo que você sinta que é muito tarde para sua família, não acredite naquilo que você pensa estar vendo, mas caminhe pela fé (2Cor 5,7). O Senhor promete: “… Eu mesmo contenderei com aqueles que contendem contigo; eu mesmo trarei a salvação aos teus filhos.” (Is 49,25). Jesus é o seu Salvador e da sua família. “Por essa razão eu dobro os joelhos diante do Pai – de quem toma o nome toda família no céu e na terra – para pedir-lhe que ele conceda, segundo a riqueza da sua glória, que vós sejais fortalecidos em poder pelo seu Espírito no homem interior, que Cristo habite pela fé em vossos corações e que sejais arraigados e fundados no amor.” (Ef 3,14-17). A família que ora unida em nome de Jesus permanece na unidade.

Oração: Jesus, faz o que for necessário para unir a minha família, mesmo aquilo que eu não consiga entender.

Promessa:Naquele momento, foram-lhe trazidas crianças para que lhes impusesse as mãos e fizesse uma oração …” (Mt 19,13)

Louvor: Quando Carlos começou a participar da Igreja como um novo Católico, foi seguido pela sua esposa e os seus filhos.

18/08/2019 -De Vítima a Vencedor

Domingo, 18 de Agosto de 2019

Assunção de Nossa Senhora          

Ap 11,19; 12,1-6.10

Sl 45(44),10-12.16

1Cor 15,20-27

Lc 1,39-56

 DE VÍTIMA A VENCEDOR

Pois o Todo-poderoso fez grandes coisas em meu favor. Seu nome é santo.” (Lc 1,49)

Na tradição litúrgica Católica, a celebração hoje de Maria sendo levada ao céu está associada com a vitória definitiva: a vitória de Jesus sobre a morte e a nossa vitória sobre a morte através da fé em Jesus. Unida a Jesus, a Igreja é “… uma Mulher vestida com o sol, tendo a lua sob os pés e sobre a cabeça uma coroa de doze estrelas.” (Ap 12,1). Em Jesus, a Igreja tem a vitória final sobre Satanás, “… um grande dragão …” (Ap 12,3); Maria e todos aqueles(as) que vivem o seu Batismo partilham desta vitória. A celebração de hoje da assunção de Maria ao céu proclama a vitória total de Jesus. Ele “agiu com a força de seu braço; dispersou os homens de coração orgulhoso. Depôs poderosos de seus tronos, e a humildes exaltou.” (Lc 1,51.52)

Hoje, neste dia santo, o Senhor quer transformar você de vítima em vencedor(a). Hoje, você pode ser libertado(a) do pecado, da amargura, do ressentimento, da falta de perdão, da auto aversão e das compulsões que o(a) têm atormentado. Hoje, em Jesus, você pode conquistar vitórias que nunca imaginou conseguir. Maria, assunta ao céu, ora por nós.

Oração: Pai, ajuda-me a vencer o mundo (1Jo 5,5).

Promessa:Pois é preciso que ele [Cristo] reine, até que tenha posto todos os seus inimigos debaixo dos pés.” (1Cor 15,25)

Louvor: O Papa Pio XII proclamou a Assunção de Nossa Senhor como um dogma da Igreja Católica em 1950. A Assunção de Maria ao céu, em corpo e alma, prefigura a ressurreição de nossos próprios corpos.

 

19/08/2019 -Normas Rígidas

Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

João Eudes    

 Jz 2,11-19

Sl 106(105),34-37.39.40.43.44

Mt 19,16-22

 NORMAS RÍGIDAS

Eles se sujaram com suas obras e se prostituíram com suas ações.” (Sl 106,39)

Então os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos de Iahweh …” (Jz 2,11). Eles persistiram no pecado e por fim receberam o salário do pecado (Rm 6,23). O Senhor “… os abandonou aos saqueadores que os espoliaram, e os entregou aos inimigos que os cercavam, e não puderam mais oferecer-lhes resistência. Em tudo o que empreendiam, a mão de Iahweh era contra eles para lhes fazer mal …” (Jz 2,14.15). Na sua aflição, o povo clamou ao Senhor e Ele teve piedade deles enviando “juízes” para levá-los ao arrependimento. Contudo, eles não se arrependeram completamente. “… logo que morria o juiz, reincidiam e se tornavam piores do que os seus pais …” (Jz 2,19). Finalmente, a nação se tornou tão pervertida a ponto de sacrificar seus filhos e filhas aos demônios (Sl 106,37).

Os princípios morais da nossa sociedade e até mesmo de alguns membros da nossa Igreja têm se deteriorado da mesma forma. Nós pecamos e nos arrependemos, pecamos e nos arrependemos, mas pecamos mais do que nos arrependemos. Nós temos pecado gravemente  e modo cada vez mais grave, enquanto o nosso arrependimento é apenas superficial. Isso é o resultado de uma acomodação cada vez maior com o maligno. Nós precisamos nos arrepender com uma sinceridade não experimentada até agora. Devemos desejar e buscar a Confissão pelo menos uma vez a cada mês e pedir ao Espírito Santo para nos mostrar os nossos pecados (Jo 16,8). De outro modo, a perversão de hoje se tornará uma coisa normal amanhã. Arrependa-se do modo que você nunca o fez antes.

Oração: Pai, eu me arrependo por não resistir ao pecado até ao ponto do meu sangue ser derramado (Hb 12,4).

Promessa:Jesus lhe respondeu: ‘Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens e dá aos pobres, e terás um tesouro nos céus. Depois, vem e segue-me’.” (Mt 19,21)

Louvor: São João Eudes escolheu salvar tanto os sacerdotes como os leigos através de sua devoção ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria.

20/08/2019 -O Pensamento de Cristo

Terça-feira, 20 de Agosto de 2019

São Bernardo           

Jz 6,11-24

Sl 85(84),9.11-14

Mt 19,23-30

 O PENSAMENTO DE CRISTO.” (1Cor 2,16) 

… Quem poderá então salvar-se?” (Mt 19,25)

Jesus veio para que todos pudessem ser salvos (1Tm 2,4). O objetivo dele era procurar e salvar o que estava perdido (Lc 19,10), não satisfazendo as Suas próprias necessidades.

Nós, seres humanos, tendemos a nos concentrar nas nossas necessidades e desejos. E assim sendo, precisamos de um novo coração (Ez 36,26), e um novo entendimento para realizar a obra para a qual o Senhor nos chamou. O Senhor nos deu um coração novo e puro (Sl 51,12) e partilha os Seus pensamentos conosco, de modo que possamos ter “… os pensamentos de Cristo.” (1Cor 2,16). Então poderemos nos concentrar nas prioridades de Deus ao invés das nossas próprias necessidades.

Por exemplo, ao invés de dedicarmos as nossas vidas a acumular bens, nós nos concentraremos em acumular almas para o reino dos céus. Ao invés de passarmos nossas vidas nos preocupando com o pagamento de contas, nos concentraremos em permitir que Deus forneça o necessário para nossas verdadeiras necessidades, enquanto nos ocupamos em fazer a Sua vontade e levando pessoas a uma nova vida em Cristo.

Deus sabe tudo o que nós precisamos antes mesmo que lhe peçamos Ele (Mt 6,32). Ele não é mesquinho, mas extremamente generoso. Ele é justo e, apesar de nos pedir para produzirmos  frutos para o Seu reino, Ele não falha em prover e abençoar aqueles(as) que dedicam as suas vidas a servi-Lo (Hb 6,10). Desse modo, coloque o seu pensamento no céu e no Senhor do céu. Concentre-se não nas suas necessidades, mas nos desejos de Deus. Ele quer que a Sua casa fique repleta (Lc 14,23). Dê a Ele o presente que Ele deseja, uma rica colheita de almas.

Oração: Pai, que a minha vida possa testemunhar para o mundo que eu crio firmemente que todas as coisas são possíveis em Ti (Mt 19,26).

Promessa:E o Anjo de Iahweh lhe apareceu e lhe disse: ‘Iahweh esteja contigo, valente guerreiro!” (Jz 6,12)

Louvor: As realizações de São Bernardo de Claraval são muito numerosas para serem listadas. Na América Latina ele foi verdadeiramente um “Homem do Século XII”.