01/04/2024 - INCORRUPTÍVEL?

Segunda-feira, 01 de Abril de 2024
At 2,14.22-32

Sl 16(15),1.2.5.7-11

Mt 28,8-15

INCORRUPTÍVEL?

“Porque não abandonarás minha alma no Hades nem permitirás que teu Santo veja a corrupção.” (At 2,27)

Quando os chefes dos sacerdotes e os anciãos ouviram que o corpo de Jesus não estava mais no túmulo, eles não consideraram as Escrituras que profetizavam que o corpo do Messias não seria corrompido (Sl 16(15),10). Infelizmente, eles mergulharam de cabeça na corrupção através de atos de suborno. Desviavam o dinheiro doado para louvar a Deus para financiar as estratégias de mentiras que se opunham ao Reino de Deus (Mt 28,11-15).

Os chefes dos sacerdotes estavam bem cientes que Deus havia enviado um dilúvio sobre a terra exatamente porque Ele viu que a terra “…estava pervertida, e porque toda carne tinha uma conduta perversa sobre a terra.” (Gn 6,12) O salmista observou que “…as suas ações são corrompidas e abomináveis…” (Sl 14(13),1) O profeta Sofonias dizia: “…‘Ao menos tu me temerás. Aceitarás a lição; e não se apagarão dos teus olhos [Jerusalém] todas as visitas que lhe fiz’. Mas, não! Eles continuaram a perverter todas as suas obras!” (Sf 3,7)

Os chefes dos sacerdotes e os anciãos, que Deus esperava serem incorruptíveis, tornaram-se totalmente corruptos! Eles não eram pró-Jesus, e terminaram se voltando contra Ele (Mt 12,30). “Veio para o que era seu mas os seus não o receberam.” (Jo 1,11)

Ao iniciarmos os cinquenta dias do Tempo Pascal, onde você se coloca? Você está assumindo um comportamento mais corrupto? Se assim for, mude o seu estilo de vida. “As más companhias corrompem os bons costumes.” (1Cor 15,33) A corrupção não leva a herdar a incorruptibilidade (1Cor 15,50). Se existe alguma coisa pecaminosa ou corrupta em você, arrependa-se! Deixe que Jesus, ressuscitado com poder, limpe a sua mente, alma e corpo.

Oração: Pai, ajuda-me a fixar os meus olhos na Ressurreição de Jesus, de modo a me manter afastado(a) de qualquer corrupção.
Promessa: “Eu disse a Iahweh: És tu o meu Senhor: minha felicidade não está em nenhum destes demônios da terra…” (Sl 16(15),2.3)
Louvor: “A este Jesus Deus o ressuscitou, e disto nós todos somos testemunhas.” (At 2,32) Aleluia!

02/04/2024 - JESUS, MEU IRMÃO

Terça-feira, 02 de Abril de 2024 – São Francisco de Paula
At 2,36-41

Sl 33(32),4.5.18-20.22

Jo 20,11-18

JESUS, MEU IRMÃO

“…Vai, porém, aos meus irmãos…” (Jo 20,17)

O versículo acima citado é a primeira vez no Evangelho em que Jesus chama os Seus apóstolos de ‘irmãos’, de modo específico. Deus Pai pode agora se tornar Pai dos apóstolos, e nosso, porque Ele agora poderá dar-lhes o Espírito Santo por causa da Ressurreição de Jesus (Jo 16,7). O Espírito procede do Pai e do Filho (Jo 14,16.26). ‘A tradição latina do Credo confessa que o Espírito procede do Pai e do Filho…’ (CIC, 246). Assim, Jesus que ascendeu ao Pai, sabe que Seus discípulos podem renascer como filhos de Deus (Jo 3,5), e portanto, serem literalmente Seus irmãos e irmãs, filhos e filhas do mesmo Pai. Os apóstolos haviam feito a vontade do Pai e estavam dando o melhor de si mesmos para permanecer juntos como a Sua comunidade. Jesus recompensou-os dizendo-lhes que o Seu Pai e Deus é o Pai e Deus deles (Jo 20,17). Que privilégio ser capaz de chamar o Senhor Deus, que criou o universo, de nosso Pai!

Quando nós carregamos as nossas cruzes e seguimos a Jesus, Ele tem bênçãos reservadas para nós que nos levam a considerar os sofrimentos que temos que enfrentar como nada (Rm 8,18). O Papa Francisco falou sobre Cristãos que escolhem viver uma existência de ‘Quaresma sem a Páscoa’. Ele quis dizer que eles se concentram em vários aspectos da vida Cristã, tais como a cruz, o sofrimento e a renúncia, mas negligenciam em se alegrar e ficar felizes na vida ressuscitada que Cristo veio inaugurar. O Papa disse que esses Cristãos não deixam que a alegria de Jesus ressuscitado transforme os seus corações ou sorrisos. Eles não estão recebendo a sua plena recompensa (2Jo 8).

Sejam irmãos e irmãs de Jesus. Sejam um filho ou uma filha do Pai. Alegrem-se e se sintam felizes no Salvador ressuscitado. Jesus ressuscitou. Aleluia!

Oração: “…Vi o Senhor…” (Jo 20,18)
Promessa: “…Então recebereis o dom do Espírito Santo.” (At 2,38)
Louvor: Louvor a Jesus ressuscitado! “Morte, onde está a tua vitória? Ó morte, onde está o teu aguilhão?” (1Cor 15,55) Aleluia para sempre!

03/04/2024 - EXPERIÊNCIAS DO CAMINHAR

Quarta-feira, 03 de Abril de 2024

At 3,1-10

Sl 105(104),1-4.6-9

Lc 24,13-35

EXPERIÊNCIAS DO CAMINHAR

“Todo o povo viu-o andar e louvar a Deus.” (At 3,9)

O Senhor disse ao profeta Ezequiel para caminhar através de um campo cheio de ossos secos (Ez 37,1-3). Aqueles ossos representavam a situação em que se encontrava o povo escolhido, Israel. Então o Senhor disse a Ezequiel para profetizar sobre os ossos. Os ossos começaram a se aproximar uns dos outros. Isso simbolizou que a nação Israelita começava a ressuscitar dentre os mortos. Quando alguma coisa que não podia se mover, se move, isso pode ser um sinal da Ressurreição.

São Pedro e São João curaram um homem de quarenta anos que era aleijado de nascença (At 3,7; 4,22). Quando esse homem que não podia se mover, se moveu, correu e saltou, foi um sinal da Ressurreição.

Os dois discípulos no caminho de Emaús estavam mental e espiritualmente paralisados. Jesus lhes disse que eram “…insensatos e lentos de coração para crer…” (Lc 24,25), mas logo depois os seus corações arderam e os seus olhos se abriram (Lc 24,31.32). Esse movimento interior foi um sinal e uma experiência da Ressurreição. E eles voltaram correndo para Jerusalém para contar a Boa Nova.

Que ossos precisam se juntar na sua vida? De que maneiras você se encontra paralisado(a)? O que não se move em sua vida? Quando você dá um passo para falar de Jesus pela primeira vez em seu trabalho, começam a orar com sua(seu) esposa(o) como nunca antes? Procuram fazer a Confissão depois de um longo tempo, deixam de ficar assistindo televisão, afastam os seus olhos dos seus equipamentos eletrônicos, participem da Missa durante a semana, leiam a Bíblia diariamente, etc., esses movimentos são sinais da Ressurreição de Jesus. Comece a caminhar!

Oração: Pai, faz-me caminhar.
Promessa: “E eles narraram os acontecimentos do caminho e como o haviam reconhecido na fração do pão.” (Lc 24,35)
Louvor: Louvor a Jesus ressuscitado, Aquele que traz a cura e a vida (Jo 10,10).

04/04/2024 - RESSUSCITADO E REAL

Quinta-feira, 04 de Abril de 2024 – Santo Isidoro
At 3,11-26

Sl 8,2.5-9

Lc 24,35-48

RESSUSCITADO E REAL

“Apresentaram-lhe um pedaço de peixe assado. Tomou-o, então e o comeu diante deles.” (Lc 24,42.43)

Duas coisas se destacam no registro da Ressurreição nos Evangelhos:
1 – São vários os versículos que se referem aos sentidos humanos: tocar (Jo 20,27; Lc 24,39), caminhar (Mc 16,12), comer (Lc 24,43), ver (Lc 24,39.40) e respirar (Jo 20,22). Os autores dos Evangelhos estão registrando que a Ressurreição dentre os mortos não é meramente um conceito espiritual; ela é uma realidade concreta.
2 – A saudação pós-Ressurreição é: “…A paz esteja convosco!…” (Jo 20,19.21; Lc 24,36) Essa ‘Paz-Shalon’ não é meramente uma ideia, é uma realidade ressuscitada. Shalon (Deus é minha paz em hebraico) indica um mundo ordenado adequadamente sob Deus. Agora Jesus ressuscitou dentre os mortos, então a ‘Paz-Shalon’ agora é possível.

A paz que Deus concede está além da realização humana. Ninguém pode tirar essa paz, nem mesmo os perseguidores. Ela é a paz de Deus, que não tem limites. Ela está além da compreensão humana (Fl 4,7).

A Ressurreição de Jesus é explosiva. Ligue-se na realidade da vida ressuscitada de Jesus. Peça a Jesus ressuscitado para tocar em você e enchê-lo(a) com Seu poder ressuscitado. Aleluia!

Oração: Pai, que a Ressurreição de Jesus possa ser tão real para mim que eu responda mudando todo o meu estilo de vida.
Promessa: “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, a fim de que sejam apagados os vossos pecados.” (At 3,19)
Louvor: Jesus ressuscitou! “Este é o dia que Iahweh fez, exultemos e alegremo-nos nele.” (Sl 118(117),24) Aleluia!

05/04/2024 - “...EU NÃO VIM CHAMAR JUSTOS, MAS PECADORES.” (Mc 2,17)

Sexta-feira, 05 de Abril de 2024 – São Vicente Ferrer
At 4,1-12

Sl 118(117),1.2.4.22-27

Jo 21,1-14

“…EU NÃO VIM CHAMAR JUSTOS, MAS PECADORES.” (Mc 2,17)

“Pois não há, debaixo do céu, outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos.” (At 4,12)

Jesus, nos salvou pela Sua morte e Ressurreição (Tt 3,5). Para aceitar a graça da salvação, temos de crer em Jesus (Ef 2,8). Também temos que admitir a necessidade de sermos salvos(as). Todos(as) nós pecamos (Rm 3,23) e somos incapazes de redimir nem sequer um dos nossos pecados, porque os efeitos de qualquer pecado são muito sérios e destrutivos. Portanto, para admitir a nossa necessidade de salvação, temos que começar a perceber a enormidade dos nossos pecados e a admitir a nossa culpa. Se suprimirmos a culpa, ou a negarmos, nós nos tornarmos tão desumanos(as) a ponto de sermos incapazes de sentir culpa, nós nunca aceitaremos Jesus como nosso Salvador, porque não aceitamos nossa necessidade de salvação.

Desse modo, São Pedro pregou a mensagem da culpa junto com a mensagem da salvação. Ele confrontou os líderes religiosos: “…vós crucificastes [Jesus]…” (At 4,10); “É ele a pedra angular rejeitada por vós, os construtores…” (At 4,11); “…vós o matastes, crucificando-o pela mão dos ímpios.” (At 2,23); “…vós entregastes e negastes [Jesus] diante de Pilatos, quando este já estava decidido a soltá-lo. Vós acusastes o Santo e o Justo, e exigistes que fosse agraciado para vós um assassino, enquanto faziam morrer o Príncipe da vida…” (At 3,13-15)

Faça uma curta viagem de culpa. Admita a sua parcela de pecado na crucificação e morte de Jesus. ‘… Devemos ter como culpados deste horrível crime os que continuam a recair nos seus pecados. Porque foram os nossos crimes que fizeram nosso Senhor Jesus Cristo suportar o suplício da cruz …’ (CIC, 598). O destino da nossa culpa é o arrependimento, a salvação e a nova vida em Cristo ressuscitado.

Oração: Pai, faz-me íntegro(a) o suficiente para sentir culpa e concede-me fé para ser salvo(a).
Promessa: “…Lançaram, então, [a rede] e já não tinham força para puxá-la, por causa da quantidade de peixes.” (Jo 21,6)
Louvor: Louvor a Jesus ressuscitado, a Palavra viva de Deus (Hb 4,12; Jo 1,1).

06/04/2024 - INDO AOS EXTREMOS

Sábado, 06 de Abril de 2024

At 4,13-21

Sl 118(117),1.14-21

Mc 16,9-15

INDO AOS EXTREMOS

“Finalmente, [Jesus] se manifestou aos Onze, quando estavam à mesa e censurou-lhes a incredulidade e a dureza de coração…” (Mc 16,14)

Depois da Ressurreição de Jesus, Maria Madalena “…foi anunciá-lo àqueles que tinham estado na companhia dele…” (Mc 16,10) Porém “…[eles] não creram.” (Mc 16,11) “Depois disso, ele se manifestou de outra forma a dois deles, enquanto caminhavam para o campo.” (Mc 16,12) Quando eles anunciaram a Boa Nova da Ressurreição de Jesus, os apóstolos “…nem nestes creram.” (Mc 16,13) Jesus, em Sua misericórdia, não quis que os Seus apóstolos perdessem outra oportunidade de conhecer a Sua Ressurreição. Assim, “…se manifestou aos Onze, quando estavam à mesa e censurou-lhes a incredulidade e a dureza de coração…” (Mc 16,14)

Jesus crucificado e ressuscitado não quer que nós percamos a Sua Ressurreição e a vida eterna. Por isso, Ele:
– nos censura (Mc 16,14),
– nos encoraja ao arrependimento (Mc 1,15),
– nos adverte da condenação (Mc 16,16),
– nos manda proclamar a toda criatura a Boa Nova de Sua Ressurreição (Mc 16,15),
– chama os Seus discípulos a orar constantemente, jejuar pela salvação do mundo e sofrer redentoramente pela salvação de quem não crê (Mt 17,21 notas e.f),
– chama alguns dos Seus discípulos a serem martirizados (Mc 8,35),
– envia Maria para acordar os(as) descrentes antes que seja muito tarde, e
– nos dá o Seu Corpo e Sangue (Lc 22,19.20).

Jesus ressuscitou, Ele chegou aos extremos para nos ajudar a crer n’Ele e desse modo recebermos a vida eterna com Ele. Que a morte salvadora de Jesus, a Sua gloriosa Ressurreição e as graças abundantes não tenham sido em vão para nenhum(a) de nós.

Oração: Pai, não permitas que eu perca nenhuma oportunidade de ajudar alguém a Te amar.
Promessa: “…Julgai se é justo, aos olhos de Deus, obedecer mais a vós do que a Deus.” (At 4,19)
Louvor: Louvor a Jesus, Aquele que está conosco em todo o Caminho.

07/04/2024 - SISTEMAS DE ALIMENTAÇÃO

Domingo, 07 de Abril de 2024 – Divina Misericórdia – São João Batista de la Salle

At 4,32-35

Sl 118(117),2-4.16-18.22-24

1Pd 5,1-6

Jo 20,19-31

SISTEMAS DE ALIMENTAÇÃO

“Oito dias depois, achavam-se os discípulos, de novo, dentro da casa, e Tomé com eles. Jesus veio, estando as portas fechadas, pôs-se no meio deles…” (Jo 20,26)

Nós temos uma Igreja cheia de Tomés incrédulos. Como São Tomé mais tarde veio a ser um grande missionário e mártir, assim esses Tomés incrédulos de hoje são chamados a renovar a face da terra com o poder do Espírito Santo (Sl 104(103),30). Todavia, eles precisam primeiro ser transformados por ter uma fé fraca de modo a ter uma fé fort.

Nós temos uma Igreja cheia de discípulos receosos. Esses Cristãos sabem que Jesus ressuscitou. No entanto, porque esses discípulos estão fechados em si pelo medo (Jo 20,19), e assim os Tomés incrédulos da Igreja encontram dificuldade em acreditar nos discípulos receosos. O medo alimenta a dúvida e a dúvida nos faz mais suscetíveis ao medo, o que nos faz duvidar ainda mais, nos prendendo a maiores medos e incertezas.

Jesus quebrou esse ciclo mais violento desafiando pessoalmente as dúvidas de Tomé, levando-o a ter fé. Quando Tomé clamou: “…Meu Senhor e meu Deus!” (Jo 20,28), ele preparou o caminho para o recebimento do Espírito Santo pelos discípulos de Jesus em Pentecostes. O Espírito Santo não é um espírito de medo, mas sim de fé (2Tm 1,7). Assim, depois de receber integralmente o Espírito Santo em Pentecostes, os discípulos de Jesus não tinham medo de levar outras pessoas à fé, ao destemor e a uma fé ainda maior. O destemor alimenta a fé.

Você está vivo(a), mas você está num ciclo de medo e dúvida ou em um ciclo de destemor e fé. Neste último dia da Oitava da Páscoa, venha para Jesus ressuscitado. E Ele colocará você no ciclo que o leva à vida eterna.

Oração: Pai, pela Tua misericórdia, desafia-me ao arrependimento.
Promessa: “Quem é o vencedor do mundo, se não aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?” (1Jo 5,5)
Louvor: Louvor a Vós, Senhor Deus! Vós sois “…rico em misericórdia…” (Ef 2,4) Aleluia!

08/04/2024 - SURPRESOS E DE VOLTA À VIDA

Segunda-feira, 08 de Abril de 2024 – Anunciação do Senhor

Is 7,10-14; 8,10

Sl 40(39),7,11

Hb 10,4-10

Lc 1,26-38

SURPRESOS E DE VOLTA À VIDA

“…O Espírito Santo virá sobre ti e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra…” (Lc 1,35)

Por que o todo-santo Deus se tornaria um homem? (2Cor 5,21) Para os Muçulmanos e os Judeus, parece ser uma blasfêmia sugerir que o Ser Supremo se tornou um pequeno embrião implantado na parede do útero de Maria. Por que o Criador iria se tornar uma criatura? “…Como é que vai ser isso…?” (Lc 1,34)

A Encarnação de Jesus poderia fazer explodir a nossa mente. Isso iria resultar em confusão ou em medo do Senhor. Se nós aceitarmos do Espírito o dom do temor do Senhor, então começaremos a ter sabedoria (Sl 111(110),10). Nós perceberemos que Deus é o supremo santo, Ele está muito acima dos nossos conceitos de santidade. Sabiamente veremos que somos tão decaídos(as) que somente Deus encarnado, crucificado e ressuscitado pode nos salvar de dos nossos pecados contra Ele (Ef 1,7).

Se nós começarmos a compreender que a Encarnação é um mistério, então seremos sábios(as) o suficiente para adorar, obedecer e servir a Jesus com abandono. Receberemos Jesus Encarnado na Santa Comunhão sempre que possível. Contaremos ao mundo sobre Ele. Nunca mais seremos os(as) mesmos(as). Teremos o nosso egoísmo abalado e seremos trazidos(as) de volta à realidade.

Oração: Pai, “faça-se em mim segundo a tua palavra!…” (Lc 1,38)
Promessa: “Pois sabei que o Senhor mesmo vos dará um sinal: Eis que a jovem concebeu e dará à luz um filho e por-lhe-á o nome de Emanuel.” (Is 7,14)
Louvor: Louvor a Ti, Jesus, Palavra encarnada. Louvor a Ti, Jesus amor encarnado em admirável humildade. Aleluia!

09/04/2024 - VOCÊ É PROPRIETÁRIO(A) DE UMA CASA?

Terça-feira, 09 de Abril de 2024

At 4,32-37

Sl 93(92),1.2.5

Jo 3,7-15

VOCÊ É PROPRIETÁRIO(A) DE UMA CASA?

“…De fato, os que possuíam terrenos ou casas, vendendo-os, traziam os valores das vendas.” (At 4,34)

Nós, os seguidores(as) de Jesus, somos chamados(as) a usar o que temos para o Seu Reino. Alguns são chamados a manter as suas casas, mas também a partilhá-las para a evangelização. Um exemplo disso é usar a casa para abrigar uma comunidade doméstica ou para alimentar pessoas pobres. Santa Lidia usou a sua casa como base para a Igreja em Filipos (At 16,15.40). Outros podem ser chamados a simplificar o seu estilo de vida vendendo a sua casa, a reduzi-la, a doar algum ou todos os lucros para a Igreja ou para um outro ministério. São Barnabé é um exemplo disso (At 4,37).

É vital discernir o chamado particular de Deus para as nossas vidas. Nossas posses não nos pertencem, mas ao Senhor (Rm 14,8). Nós somos administradores temporários das Suas propriedades, servos do Senhor do Reino e do Seu povo. Jesus nos chama a usar os nossos bens para os Seus propósitos (Lc 16,9).

Vocês são proprietários(as) de uma casa? Isto é, vocês tratam a sua casa como um abrigo de impostos ou para construir seu patrimônio? Coloquem as suas casas nas mãos do Senhor. Ele pode dizer a vocês para mantê-las e usá-las para o Seu Reino. Somos chamados(as) a ajuntar tesouros no céu, não nessa terra (Mt 6,20). “Se Iahweh não constrói a casa, em vão labutam os seus construtores…” (Sl 127(126),1) Jesus está batendo na porta de sua casa (Ap 3,20). Ele quer que a sua casa seja toda para Ele (Lc 14,23). Faça com que o Senhor seja bem-vindo em sua casa e abra-a para Ele (Ap 3,20).

Oração: Jesus, seja o Senhor de cada detalhe da minha vida.
Promessa: “A multidão dos que haviam crido era um só coração e uma só alma…” (At 4,32)
Louvor: A mãe de Pedro desenvolveu o Mal de Alzheimer. Ele e a sua mulher oraram para saber como iriam cuidar dela. Eles venderam a casa e se mudaram para ficar com sua mãe, para dar a ela mais alguns anos de amor, cuidando dela em casa. Ela morreu em paz, cercada pela sua família.

10/04/2024 - SAIAM DA PRISÃO, SEJAM LIVRES

Quarta-feira, 10 de Abril de 2024

At 5,17-26

Sl 34(33),2-9

Jo 3,16-21

SAIAM DA PRISÃO, SEJAM LIVRES

“…Aqueles homens, que metestes na prisão, estão no Templo, ensinando o povo.” (At 5,25)

Os apóstolos, quando libertados da prisão, não fugiram de modo a se salvarem a si mesmos do perigo presente e futuro e dos problemas legais. Ao invés disso, eles colocaram a sua confiança em Deus e obedeceram ao Seu comando de ensinar no Templo (At 5,20.21). Muitas pessoas ouviram a Boa Nova como resultado dA sua confiança e fé obediente.

Paulo e Silas foram libertados da prisão (At 16,26) e também não fugiram tentando se salvar a si mesmos do perigo presente e futuro. Ao invés disso, eles colocaram a sua confiança em Deus e obedeceram ao Seu comando de ministrar a Boa Nova da salvação ao carcereiro e à sua família. Se Paulo e Silas tivessem fugido, haveria um carcereiro morto, uma esposa e uma família enlutadas e as feridas que cobriam os seus corpos não teriam sido cuidadas. Mas assumindo os seus lugares e ensinando a Boa Nova, houve um carcereiro convertido, uma família redimida (At 16,31-34) e uma nova igreja formada em Filipos, que resultou numa carta do Novo Testamento dirigida aos Filipenses. Paulo e Silas reconheciam Jesus como o seu Salvador, e assim, eles confiaram na Sua ajuda salvadora e realizaram o Seu desejo ao invés de escaparem para salvar as suas vidas (Mc 8,35).

Onde você está correndo perigo? Jesus está chamando você para permanecer firme em meio ao perigo atual e confiar n’Ele como seu Salvador? Ele está chamando você para assumir o seu lugar e anunciar a Boa Nova? (At 5,20).

Oração: Jesus, que nós possamos não mais viver para nós mesmos(as), mas para Ti (2Cor 5,15; Gl 2,20).
Promessa: “Pois Deus amou tanto o mundo, que entregou Seu Filho único, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (Jo 3,16)
Louvor: Ao invés de ser desencorajada por ter repetidamente confessado seu pecado, Patrícia aceitou a graça da Confissão frequente e conseguiu a vitória sobre uma fortaleza na sua vida.

11/04/2024 - TESTEMUNHAR CHEIO(A) DO ESPÍRITO

Quinta-feira, 11 de Abril de 2024 Santo Estanislau

At 5,27-33

Sl 34(33),2.9.17-20

Jo 3,31-36

TESTEMUNHAR CHEIO(A) DO ESPÍRITO

“…Aquele que vem do céu dá testemunho do que viu e ouviu, mas ninguém acolhe o seu testemunho. Quem acolhe o seu testemunho certifica que Deus é verdadeiro…” (Jo 3,31-33)

As palavras ‘testemunho’ e ‘certifica’ são usadas três vezes nas passagens do Evangelho de hoje. Jesus testemunha “…quando [nos] fala das coisas …’ do céu e da terra (Jo 3,11.12).

Na primeira leitura de hoje, São Pedro e os apóstolos testemunham diante do Sinédrio que Deus ressuscitou Jesus dentre os mortos para trazer arrependimento e perdão dos pecados (At 5,30.31). Eles concluíram dizendo publicamente: “Nós somos testemunhas destas coisas…” (At 30,32) Os mesmos apóstolos que se esconderam com medo no Cenáculo agora testemunham ousadamente para seus captores. O Espírito Santo deu-lhes o testemunho e os fortaleceu com a coragem para falar ousadamente de Jesus. Louvor a Deus pelo “…Espírito da Verdade…” (Jo 16,13), Aquele que nos permite testemunhar a misericórdia e o poder de Deus.

Deus derrama o Espírito Santo sobre nós (Tt 3,6) e então o Espírito flui poderosamente através de nós (Jo 7,37.38). Que o Espírito Santo derramado sobre nós (Rm 5,5) possa fluir como um poderoso rio. Que nós possamos nunca racionar o Espírito quando pregamos junto a outras pessoas (Jo 3,34). Que nunca extingamos o Espírito quando Ele prega através de nós (1Ts 5,19). Peçamos a Deus diariamente pelos dons do Espírito Santo (Lc 11,13). No Espírito Santo, testemunhemos poderosamente pelo Senhor (2Tm 1,8; Ap 12,11).

Oração: Pai, eu fico de joelhos e Te peço para me deixares em chamas com o Espírito Santo. Usa-me e usa-me agora.
Promessa: “Com efeito, aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus, pois Ele dá o Espírito sem medida.” (Jo 3,34)
Louvor: Santo Estanislau, bispo da Cracóvia, na Polônia, advertiu o Rei da Polônia para que se arrependesse do seu adultério. O Rei respondeu assassinando Estanislau quando ele celebrava a Santa Missa. Louvor seja dado a Deus pela corajosa fé dos mártires.

12/04/2024 - TESTES DE MULTIPLICAÇÃO

Sexta-feira, 12 de Abril de 2024

At 5,34-42

Sl 27(26),1.4.13.14

Jo 6,1-15

TESTES DE MULTIPLICAÇÃO

“Ele falava assim para pô-lo à prova, porque sabia o que iria fazer.” (Jo 6,6)

Quando Jesus viu a multidão de pessoas que acorriam a Ele, disse a Filipe: “…onde compraremos pão para que eles comam?” (Jo 6,5) “Ele falava assim para por [Filipe] à prova…” (Jo 6,6)

Jesus vê vários bilhões de pessoas que não O conhecem pessoalmente e, portanto, não têm nem mesmo a chance de amá-Lo. Então, para testar vocês, Jesus lhes diz: ‘Onde vocês e Eu conseguiremos centenas de milhares de trabalhadores para esta colheita?’ (Mt 9,37). O que vocês dirão a Jesus? O que vocês farão? Vocês passarão no teste?

Jesus vê mais de nove milhões de bebês assassinados por abortos químicos e cirúrgicos nos Estados Unidos da América, e também no mundo, a cada ano. Para testar você, Ele lhes diz: ‘O que você fará sobre isso?’ Você passará no teste, ou será enredado pela aparente impossibilidade estatística de parar o Planejamento Familiar e os seus capangas.

Jesus vê incontáveis casamentos desfeitos, pais e mães solteiros(as), crianças sem pai, corações partidos, refugiados, pessoas abusadas, pessoas oprimidas, pessoas doentes, etc. O que você e Jesus estão fazendo sobre isso? Não diga a Jesus que você é somente uma pessoa, que não tem muito dinheiro, que não é famoso, que é muito velho ou muito jovem ou ninguém mais irá fazer coisa alguma. Entregue a Jesus todos os seus pães, todos os seus peixes e toda a sua vida. E passe no teste.

Oração: Pai, eu Te dou o meu aparentemente insignificante ‘tudo’ para ser multiplicado pela Tua suficiência.
Promessa: “E cada dia, no Templo e pelas casas, não cessavam de ensinar e de anunciar a Boa Nova de Cristo Jesus.” (At 5,42)
Louvor: João foi voluntário durante trinta e cinco anos para divulgar a Boa Nova, até a sua morte.

13/04/2024 - IMEDIATAMENTE

Sábado, 13 de Abril de 2024 – São Martinho I, Papa

At 6,1-7

Sl 33(32),1.2.4.5.18.19

Jo 6,16-21

IMEDIATAMENTE

“Quiseram, então, recolhê-lo no barco, mas ele imediatamente chegou à terra para onde iam.” (Jo 6,21)

Os apóstolos que estavam no barco viram Jesus caminhando sobre a água em meio à noite escura (Jo 6,19). Eles queriam fazer Jesus entrar no barco, mas Ele imediatamente estava em terra (Jo 6,21). São João, o autor desta passagem, passou muito tempo da sua vida num barco de pesca. João acrescentou que o barco repentinamente chegou à terra, o que aparentemente surpreendeu os apóstolos. João está enfatizando que Jesus pode apressar as coisas.

Jesus triunfa sobre os nossos medos e as tempestades nas nossas vidas. Ele diz aos apóstolos amedrontados e a nós: “…Sou eu. Não temais.” (Jo 6,20) Uma outra tradução possível por ‘Sou Eu’ é ‘EU SOU’, o nome divino de Deus (Ex 3,14). Uma vez que o EU SOU reina sobre todas as coisas, não tenham medo. Jesus é Senhor das tormentas (Mc 4,38.39).

A tempestade pode parecer violenta. Entretanto, nós estamos olhando para a tempestade ou para Jesus? Que tempestades estão acontecendo nas suas vidas no momento? Que tempestades vocês estão encontrando em suas paróquias, casas, vizinhanças, trabalhos, etc.?

Mesmo se formos oprimidos(as) por governantes, mandatários (Dn 3,13-15), opinião pública ou chefes, fixando nossos olhos em Jesus e no céu, a opressão pode rapidamente chegar ao fim, até mesmo imediatamente, repentinamente (Jo 6,21). O segredo é considerarmos atentamente a Jesus (Hb 3,1). Mantendo os nossos olhos fixos em Jesus (Hb 12,2), o tempo parece passar de modo diferente (Ecl 3,1.11), até mesmo imediatamente.

Tranquilize-se e saiba que Ele é Deus (Sl 46(45),11). Tranquilize-se e deixe que o Senhor lute por você (Ex 14,14).

Oração: Jesus, eu venho ao Teu trono em busca de ajuda oportuna (Hb 4,16).
Promessa: “Eis que o olho de Iahweh está sobre os que o temem, sobre aqueles que esperam seu amor, para da morte libertar a sua vida e no tempo da fome fazê-los viver.” (Sl 33(32),18.19)
Louvor: O Papa São Marinho I aceitou a fé, o papado, a tortura, o aprisionamento e o martírio.

14/04/2024 - EU TRANSMITIREI

Domingo, 14 de Abril de 2024 – 3º Domingo da Páscoa

At 3,13-15.17-19

Sl 4,2.4.7-9 1Jo 2,1-5

Lc 24,35-48

EU TRANSMITIREI

“…Era preciso que se cumprisse tudo o que está escrito sobre mim na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos.” (Lc 24,44)

Não teria sido uma coisa maravilhosa ter caminhado com Jesus e os dois discípulos no caminho de Emaús? Teríamos ouvido cada trecho das Escrituras no Antigo Testamento que profetizavam sobre a Paixão, morte e Ressurreição de Jesus.

Bem, a Igreja acabou de ler para nós, nas liturgias diárias da Quaresma, muitas dessas Escrituras do Antigo Testamento que Jesus revelou aos discípulos (Lc 24,27). Os discípulos transmitiram aquelas Escrituras para muitos outros; essas Escrituras têm sido transmitidas desde então pela Igreja, ao longo do tempo, até nós.

Durante o Tempo Pascal, nós nos concentramos em celebrar a Ressurreição de Jesus. O Próprio Senhor, contudo, testemunha: “Se [vocês] não escutam nem a Moisés nem aos Profetas, mesmo que alguém ressuscite dos mortos, [vocês] não se convencerão.” (Lc 16,31) A fé em Jesus ressuscitado vem através da escuta da Palavra de Deus (Rm 10,17). Portanto, durante o Tempo Pascal, participe da Missa sempre que possível, até mesmo diariamente, para ouvir a Palavra de Deus. Medite essa Palavra dia e noite (Sl 1,2; Js 1,8). Conserve-a cuidadosamente no seu coração (Lc 2,19). Devore as Palavras proféticas durante esse Tempo Pascal (Jr 15,16).

Que tipo de tratamento vocês darão às Escrituras da Quaresma e da Páscoa que profetizam sobre Jesus? Vocês as transmitirão para aqueles(as) com quem se encontrar? Ou vão meramente passar por elas, e deixar a nova vida em Cristo passar por vocês?

Oração: Pai, dá-me um coração que procure por Ti, ouça as Tuas Palavras, e deseje Te louvar, amar e servir.
Promessa: “…Deus ressuscitou [Jesus] dentre os mortos, e disso nós somos testemunhas.” (At 3,15)
Louvor: “Iahweh, Senhor nosso, quão poderoso é teu nome em toda a terra!” (Sl 8,2) Louvor a Jesus ressuscitado, nosso Salvador. Aleluia!

15/04/2024 - A VERDADE NÃO É NEGOCIÁVEL

Segunda-feira, 15 de Abril de 2024

At 6,8-15

Sl 119(118),23.24.26.27.29.30

Jo 6,22-29

A VERDADE NÃO É NEGOCIÁVEL

“Eu escolhi o caminho da verdade, e me conformo às tuas normas.” (Sl 119(118),30)

Jesus, a Verdade (Jo 14,6), defende a verdade. Ele pagou por essa posição com a Sua vida, quando os Seus opositores usaram de falsidade, mentiras e intimidação de testemunhas para condená-Lo à morte. Santo Estevão defendeu a verdade (At 6,8-13). Ele pagou por essa posição com a sua vida, quando seus opositores também usaram táticas similares para condená-lo à morte.

A Igreja Católica defende a verdade, independentemente se essa verdade é ‘politicamente correta’. A Igreja proclama a verdade que Jesus está realmente presente na Santa Eucaristia, que o casamento é somente entre um homem e uma mulher, que os atos homossexuais e a fornicação são sempre pecados, que o aborto é assassinato, que o pobre tem uma dignidade especial e tem que ser defendido, que a contracepção é um pecado e contrária ao plano de Deus e outras verdades impopulares.

Nessa cultura da morte e através da história humana, aqueles(as) que se dedicam a uma causa contrária à verdade têm geralmente se recusado a se arrepender e humildemente se submeterem à verdade. Esses opositores da verdade, ao Invés disso, mudam a linguagem, pois “…ao mal chamam bem e ao bem mal…” (Is 5,20) Essas pessoas tentam intimidar outras de modo a trocar “…a verdade de Deus pela mentira…” (Rm 1,25)

Povo de Deus, imite a Jesus e a Santo Estevão. “Até à morte luta pela verdade e o Senhor Deus combaterá por ti.” (Eclo 4,28) A verdade não é negociável. Falem a verdade com amor (Ef 4,15), “e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” (Jo 8,32)

Oração: Pai, “nada podemos contra a verdade, mas só temos poder em favor da verdade.” (2Cor 13,8) Dá à Tua Igreja e aos seus membros a Tua força.
Promessa: “…A obra de Deus é que creiais naquele que Ele enviou.” (Jo 6,29)
Louvor: Antônio desistiu de uma lucrativa pensão e se aposentou mais cedo. Vendeu a sua casa, os seus bens e mudou da sua cidade e estado de modo que ele e sua mulher pudessem pregar em tempo integral em uma comunidade Cristã.

16/04/2024 - VOCÊ ESTÁ FAMINTO(A) PELA PALAVRA DE DEUS?

Terça-feira, 16 de Abril de 2024

At 7,51-8,1

Sl 31(30),3.4.6-8.17.21

Jo 6,30-35
VOCÊ ESTÁ FAMINTO(A) PELA PALAVRA DE DEUS?

“Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo.” (Jo 6,33)

Os Israelitas estavam vagando pelo deserto sem alimento. Eles se queixaram a Moisés e Aarão, dizendo que teria sido melhor comer o alimento da escravidão do que morrer de fome na liberdade do deserto (Ex 16,2.3). Em Sua misericórdia, Deus mandou pão celestial, que os Israelitas chamaram de ‘maná’, para alimentar Seu povo durante quarenta anos até que eles pudessem comer o produto da terra prometida (Ex 16,13-35).

Na leitura do Evangelho de hoje, Jesus explica que o maná prefigurou o que Deus Pai estava fazendo através d’Ele. Jesus foi enviado do céu para dar vida ao mundo (Jo 6,33). Jesus ensinou à multidão que Ele era o Pão da Vida (Jo 6,35). O Pai enviou-O para alimentar o Seu povo com a Sua carne e dessa maneira dando a eles vida nesse mundo até que eles se juntem ao banquete eterno na morada celeste prometida.

Os Israelitas enfrentaram a escolha entre morrer de fome no deserto ou comer o maná que Deus fornecia. Todavia, muitos(as) de nós hoje não morremos de fome se não recebermos a Eucaristia – assim nós pensamos. Vocês escolheriam morrer de fome espiritualmente enquanto estão vivendo confortavelmente? Vamos nos colocar entre os Israelitas no deserto. Jesus declara abertamente que se nós não comermos o maná celestial, a Eucaristia, não teremos a vida em nós (Jo 6,53). “…Abre a boca e come o que te estou dando.” (Ez 2,8) Sejam tão famintos pela Eucaristia como se estivessem morrendo de fome no deserto.

Oração: Pai, modifica os meus desejos de modo que eu somente queira me alimentar de acordo com o Teu cardápio.
Promessa: “…Eu sou o pão da vida…” (Jo 6,35)
Louvor: A família Silva participa da Missa diariamente. Eles priorizaram a Missa junto a seus filhos ao invés da participação em outras atividades.

17/04/2024 - FAZENDO DE LIMÕES UMA LIMONADA

Quarta-feira, 17 de Abril de 2024

At 8,1-8

Sl 66(65),1-7

Jo 6,35-40

FAZENDO DE LIMÕES UMA LIMONADA

“Entretanto, os que haviam sido dispersos iam de lugar em lugar, anunciando a palavra da Boa Nova.” (At 8,4)

Quando os primeiros Cristãos foram expulsos de Jerusalém, eles se dirigiram a outras cidades e expulsaram espíritos impuros. Quando a Igreja ficou sem movimento e incapacitada por ter sido perseguida, a Igreja ferida curou paralíticos e aleijados. Enquanto os Cristãos lamentavam a morte dos mártires, cidades se alegravam porque ouviam e aceitavam o Evangelho (At 8,1-8).

O Senhor coopera em tudo para o bem da Sua Igreja (Rm 8,28). “…Se Deus está conosco, quem estará contra nós?” (Rm 8 31) Aquele que está em nós é maior do que o príncipe deste mundo (1Jo 4,4; Jo 14,30). Os(As) feridos(as) de Deus se tornam curadores. ‘…O sangue dos mártires se torna semente de cristãos’ (CIC, 852). “Incessantemente e por toda parte trazemos em nosso corpo a agonia de Jesus, a fim de que a vida de Jesus seja também manifestada em nosso corpo.” (2Cor 4,10) “…Mas a palavra de Deus não está algemada!” (2Tm 2,9)

“…Onde avultou o pecado, a graça superabundou.” (Rm 5,20) “…Pois quando sou fraco, então é que sou forte.” (2Cor 12,10) “Mas em tudo isto somos mais que vencedores, graças àquele que nos amou.” (Rm 8,37)

Oração: Pai, transforma “…o meu luto em dança…” (Sl 30(29),12)
Promessa: “…Quem vem a mim eu não o rejeitarei.” (Jo 6,37)
Louvor: Muitas vezes criticado pelos seus modos antiquados, o Padre Tomás pregava a verdade, sendo uma voz impopular em meio à permissividade da cultura da morte.

18/04/2024 - ALIMENTO CELESTIAL

Quinta-feira, 18 de Abril de 2024
At 8,26-40

Sl 66(65),8.9.16.17.20

Jo 6,44-51

ALIMENTO CELESTIAL

“Vossos pais no deserto comeram o maná e morreram. Este pão é o que desce do céu para que não pereça quem dele comer.” (Jo 6,49.50)

Quando se trata de alimento, Deus provê e o homem escarnece. Deus deu a Adão e Eva todos os tipos de alimentos no jardim do Éden (Gn 2,16). Lamentavelmente, a sua ânsia de comer além do que Deus providenciou levou à ruína da raça humana (Gn 3,6-19).

Deus então providenciou o milagroso maná para os Israelitas quando eles estavam vagando no deserto (Ex 16,14-16). Ele os “…[nutriu] com um alimento de anjos, proporcionando-lhe, do céu, graciosamente, um pão de mil sabores, ao gosto de todos. Esse sustento manifestava a [Seus] filhos [Sua] doçura, pois servia ao desejo de quem o tomava e se convertia naquilo que cada um queria.” (Sb 16,20.21) Contudo, os Israelitas no deserto logo se cansaram deste alimento milagroso, de gosto delicioso. Eles se diziam “…enfastiados deste alimento de penúria.” (Nm 21,5) que Deus providenciava. Eles queriam carne, peixe, pepinos, melões, verduras, cebolas e alhos (Nm 11,4.5).

Então Deus mais uma vez proveu os Seus filhos com o milagroso Pão do céu. O menino Jesus desceu do céu e foi colocado em uma manjedoura, um alimentador. Isso revela que Jesus é Alimento. “Pois a [Sua] carne é verdadeiramente uma comida…” (Jo 6,55) Para deixar isso incontestável, Jesus proclama: “Eu sou o pão da vida … Eu sou o pão vivo descido do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. O pão que eu darei é a minha carne para a vida do mundo.” (Jo 6,48.51) Na Eucaristia, Jesus é o banquete definitivo de Deus. Nós rejeitaremos esse alimento celestial? Ou iremos agradecidamente comer o que Deus proporcionar?

Oração: Pai, que tudo o que entrar e sair da minha boca possa estar totalmente sob o Vosso senhorio.
Promessa: “Abrindo então a boca, e partindo deste trecho da Escritura, Filipe anunciou-lhe a Boa Nova de Jesus.” (At 8,35)
Louvor: Jesus libertou Samuel de seu vício em pornografia. Agora Samuel luta ativamente para defender a vida.

19/04/2024 - MARAVILHOSA GRAÇA

Sexta-feira, 19 de Abril de 2024

At 9,1-20

Sl 117(116),1.2

Jo 6,52,59

MARAVILHOSA GRAÇA

“…Senhor, ouvi de muitos a respeito deste homem…” (At 9,13)

Aqueles(as) que consideram a religião entediante precisam conhecer o Senhor Deus. Ele está constantemente realizando coisas estupendas, coisas maravilhosas.

– Jesus apareceu a Saulo, o mais feroz oponente dos Cristãos. Com grande poder, Jesus o converteu no Seu maior evangelizador (At 9,15.16).
– Ao mesmo tempo em que alguns(umas) Católicos(as) estão perdendo a fé em suas Igrejas, muitos(as) Protestantes estão se convertendo à Igreja Católica. Alguns pastores Protestantes até mesmo trouxeram com eles toda a sua congregação para a Igreja.
– Os jovens estão se engajando em grande número em movimentos pró-vida, trazendo com eles um novo vigor e esperança para a Igreja.
– Os movimentos masculinos proliferam com testemunhos de homens que se libertaram do alcoolismo, dos pecados sexuais e de outros vícios. Seus casamentos, famílias, e fé se renovaram.

Alguma vez vocês sentiram que algum indivíduo ou grupo está acima do poder de transformação de Deus? Vocês já se sentiram apanhados(as) em uma situação que parece não ter saída? A sua fé está enfraquecendo? “…[considerem] atentamente a Jesus…” (Hb 3,1) e renovem sua esperança n’Ele. O Senhor é um Deus de prodígios. ‘Portanto, nada é mais próprio para firmar a nossa fé e a nossa esperança do que a convicção, profundamente arraigada nas nossas almas, de que nada é impossível a Deus …’ (CIC, 274). Os Seus caminhos estão incrivelmente acima dos nossos caminhos (Is 55,8.9). Sempre existe esperança, “e a esperança não decepciona…” (Rm 5,5) “…o que os olhos não viram, os ouvidos não ouviram e o coração do homem não percebeu, isso Deus preparou para aqueles que o amam.” (1Cor 2,9)

Oração: Jesus, Tu podes fazer infinitamente mais do que eu possa pedir ou imaginar (Ef 3,20). Dá-me uma grande confiança em Ti (2Cor 3,4).
Promessa: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue tem vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia.” (Jo 6,54)
Louvor: Joana acolheu com amor uma mãe-solteira, que então alegremente se tornou Católica através do apadrinhamento de Joana.

20/04/2024 - PASSOS PROGRESSIVOS

Sábado, 20 de Abril de 2024

At 9,31-42

Sl 116(115),12-17

Jo 6,60-69
PASSOS PROGRESSIVOS

A Igreja “…se [edificava] e [andava] no temor do Senhor, [repleta] da consolação do Espírito Santo.” (At 9,31)

O Senhor nos conduz passo a passo, de graça em graça (Jo 1,16) e de glória em glória (2Cor 3,18). Como exemplo, São Pedro deu um passo adiante muito importante quando obedeceu ao Cristo ascendente perseverando na oração constante antes de Pentecostes (At 1,14). Então deu o gigantesco passo de receber o Espírito Santo, falar em línguas e testemunhar por Cristo ressuscitado para milhares de pessoas (At 2,4-12). Esses passos prepararam Pedro para curar o homem aleijado desde o nascimento (At 3,7). Pedro cresceu através desses vários passos a ponto de deixar o Senhor curar pessoas até mesmo através de sua sombra (At 5,15.16). Depois, o Senhor usou Pedro para curar um homem que havia estado paralítico durante oito anos (At 9,33.34). Esse foi um passo preparatório antes da ressurreição de Tabita (At 9,40).

Depois de ressuscitar uma pessoa morta, Pedro podia parecer ter atingido o topo da caminhada. No entanto, um passo ainda mais alto foi a conversão dos Gentios, começando por Cornélio e sua família (At 10,44). Para um Judeu, nada era mais do que impensável do que uma pessoa ressuscitar dentre os mortos. Pedro deu ainda mais outros passos, como quando o Senhor o livrou da morte pouco antes de sua planejada execução (At 12,6-11). Por fim, o Senhor levou Pedro a vários outros lances de escadas – em direção ao martírio e ao céu.

Continue caminhando com Jesus. Como cada passo leva a outro, não caminhar significa nos apartar do divino plano de Deus. Jesus disse e continua a dizer: ‘Caminhe progressivamente’.

Oração: Pai, eu Te obedecerei dando o passo de hoje de modo que eu possa estar em condição de dar o passo de amanhã.
Promessa: “…Senhor, a quem iremos? Tens palavras de vida eterna e nós cremos e reconhecemos que tu és o Filho de Deus.” (Jo 6,68.69)
Louvor: Jesus libertou Walter de seu vício em pornografia.